Crop Moisture Index (CMI)

PALMER (1968), desenvolveu o Índice de Umidade de Cultura (CMI) para monitorar semanalmente as condições das plantações em escala climatológica, sendo esse baseado na temperatura média e no total de  precipitação para a se- mana em questão.

                        Segundo o autor em termos simples a seca agrícola é o "déficit de evapotranspiração". Porém se for usada a evapotranspiração potencial como sendo a estimativa de máxima umidade requerida pelas plantas, áreas subúmidas e semi-áridas terão déficit de evapotranspiração superestimados durante o verão. Com isso é sugerido por Palmer (1968), que se use a anomalia da evapotranspiração real, isto é, "uma estimativa do total que a evapotranspiração real decaiu em relação a evapotranspiração real esperada para aquela semana".

Valores negativos do CMI significam que a evapotranspiração ocorrida foi deficiente e valores positivos significam que a evapotranspiração real e/ou a precipitação excedeu a climatologicamente esperado para aquela semana.